Faça Sua Avaliação
Receba o Resultado no Celular

Quais São os Riscos dos Antidepressivos?

Qual o Real perigo dos Antidepressivos para Ejaculação Precoce?

A utilização dos antidepressivos no tratamento de Ejaculação Precoce é ainda um assunto bastante complexo. Os efeitos destes medicamentos no paciente podem ser adversos. Seus resultados dependem muito das causa que levam a essa Disfunção Sexual Masculina.

O que poucos não levam em consideração é que esses medicamentos podem muitas vezes serem apenas paliativos. Além de causar efeitos colaterais graves e agravar o quadro de Ejaculação Precoce do Paciente. Fazendo com que o cérebro se condicione a rotina e crie dependência química.

Médicos Indicam Antidepressivos Para Ejaculação Precoce

Os medicamentos antidepressivos podem trazer diversas complicações na relação sexual. Que afetam desejo, ejaculação, orgasmo e excitação, além de diminuição no volume de ejaculação. A finalidade de utilização de antidepressivos, está associada quando a causa do problema de ejaculação é causado por problemas psicológicos. Dentre os sintomas mais comuns aparecem a ansiedade ou depressão. Dependendo do caso, esta pode ser uma solução paliativa, ou seja com pouca eficácia no tratamento da Ejaculação Precoce. Tornando o paciente com o quadro mais agravado que no início do tratamento.

Não podemos afirmar que os antidepressivos são realmente desnecessários ou um mal maior para o tratamento de Ejaculação Precoce. Apenas devemos levar em consideração quando um dos efeitos colaterais surgirem como, náuseas, sonolência, Disfunção Erétil, diminuição de Libido e até vômitos.

Uma vez que esses medicamentos devem apenas ser indicados quando seja necessário diminuir a ansiedade do paciente ou aflição no momento da relação sexual.

Preencha nossa Avaliação Online!

  • Tags

  • Faça Sua Avaliação
    Receba o Resultado no Celular