Faça Sua Avaliação
Receba o Resultado no Celular

Vida Sexual Ativa Depois dos 60 Anos?

Existem muitas pessoas que acreditam que a realização do sexo é uma coisa típica da juventude. E quando muito na maturidade e ainda inexistindo a partir de uma faixa determinada de idade. Mas é possível mesmo ter uma vida sexual ativa depois dos 60 anos?

Olhando por uma ótica masculina admiti-se que lá pelos 60 ou 70 anos ele começa a declinar e logo desaparecer. Já em relação as mulheres a crença é que este fenômeno aconteça ainda mais cedo.

Mas hoje já existe a comprovação de que estes conceitos estão completamente equivocados do ponto de vista médico. A vida sexual ativa depois dos 60 é de suma importância para a saúde física e mental.  Tanto para os homens quanto para as mulheres mulheres.

Devemos lembrar que qualquer disfunção nesta fase da vida precisa ser muito bem analisada. Com cuidado avaliado, podendo ser um forte sinal de problemas de saúde como a diabetes e a hipertensão.

Como é a vida sexual Depois dos 60 Anos?

Basicamente esta marcada por um conhecimento muito profundo do parceiro. Muito próprio de quem já conviveu muito anos juntos. É um sexo mais tranquilo que tem muita intimidade e carinho um pelo outro.

É um sexo menos arrojado digamos assim, mas extremamente valido tanto para manutenção quanto para a saúde. Ter uma vida sexual ativa depois dos 60 anos é significado de saúde. Quando a sexualidade passa por momentos conturbados é sinal de que outros aspectos não estão bem e precisam ser investigados.

Como o Sexo depois dos 60 Anos pode Proteger o nosso Organismo?

Não existe mais discussão em afirmar que a entrada de sangue no pênis e a causa da ereção fazem parte do mecanismo que ajuda a preservar todo o sistema, sendo que também haja mecanismos muito semelhantes em relação aos genitais femininos.

Faça uma observação que quanto maior a frequência das relações sexuais, mais aptos os genitais conseguem se apresentar para o ato sexual inclusive nas mulheres, a atrofia e a secura vaginal acontecem com muito mais frequência naquelas que evitam ou tem poucas relações sexuais.

Em contra partida as que mantêm a atividade sexual ativa depois dos 60 anos consegue ter uma maior lubrificação e mucosa vaginal ainda mais espessa, de forma alguma é exagero dizer que o ato sexual é uma proteção para os órgãos genitais e para o bom funcionamento do organismo como um todo.

Mas precisamos ressaltar que as vezes os problemas não estão ligados com a genital ou com a sexualidade sendo muito comum a pessoa ser abatida pela depressão por exemplo nesta fase da vida.

No caso das mulheres elas podem se sentir sem utilidade caso tenham trabalhado a vida inteira em casa e com os filhos crescendo e constituindo família acabe por perder este interesse.

Preencha nossa Avaliação Online!

  • Tags

  • Faça Sua Avaliação
    Receba o Resultado no Celular